terça-feira, 28 de maio de 2024
- Anúncio -spot_img
InícioPráticas e RituaisUmbanda Guias e Colares - Descubra 6 Combinações Importantes

Umbanda Guias e Colares – Descubra 6 Combinações Importantes

Umbanda guias e colares.

A Umbanda, uma religião brasileira profundamente enraizada na fusão das tradições africanas, do catolicismo romano, do espiritismo e das crenças indígenas americanas, é rica em simbolismos e práticas espirituais. Entre os elementos mais visíveis e significativos da umbanda guias ou colares de proteção, não apenas servem como adornos mas carregam consigo uma profunda conexão espiritual e simbólica. Este artigo procura explorar a importância, os significados e as cores das guias na Umbanda, além de abordar a relação entre esses elementos e as entidades espirituais veneradas.

O Significado das Cores nas Guias de Umbanda

Na Umbanda, as guias são mais do que simples colares; elas são objetos sagrados que representam a conexão entre o mundo físico e o espiritual, servindo como proteção espiritual e como um meio de identificação das entidades que guiam e protegem seus seguidores. Cada cor das guias tem um significado específico e está associada a diferentes Orixás (divindades) ou entidades espirituais.

  • Vermelho e Branco: Estas cores são frequentemente associadas a Oxalá (representando a paz e a pureza) e a Ogum (deus da guerra e da tecnologia), simbolizando a união da paz com a força e a proteção contra os inimigos.
  • Preta e Vermelha: Ligada à entidade Exu, a guia preta e vermelha representa o equilíbrio entre o bem e o mal, a proteção contra energias negativas e a abertura de caminhos.
  • Preta e Branca: Essas cores são associadas aos Pretos Velhos, entidades espirituais de sabedoria e cura, simbolizando a humildade, a paciência e a proteção espiritual.
  • Amarela: Associada a Oxum, deusa dos rios e do amor, a guia amarela simboliza a prosperidade, a fertilidade e a beleza.
  • Azul e Branca: Ligadas a Iemanjá, a Rainha do Mar, essas cores simbolizam a maternidade, a proteção e o amor incondicional.
  • Verde e Branca: Associadas a Oxóssi, o orixá da caça e da fartura, simbolizam a abundância, a prosperidade e a busca por conhecimento.

Quem Pode Usar as Guias?

Embora as guias sejam fundamentais na prática da Umbanda, surge frequentemente a questão de quem pode ou não utilizar esses colares de proteção. Na verdade, qualquer pessoa pode usar uma guia de proteção, desde que tenha sido consagrada e entregue por um pai ou mãe de santo dentro de um contexto ritualístico apropriado. É crucial entender que as guias não são simples adornos, mas objetos sagrados que requerem respeito e entendimento de seu significado espiritual.

Formas de Usar as Guias

As guias podem ser usadas de diferentes maneiras, dependendo da orientação das entidades ou do guia espiritual. Alguns praticantes podem usar a guia cruzada sobre o peito, simbolizando proteção e o cruzamento entre o mundo físico e o espiritual. Outros podem usá-las em rituais específicos ou mantê-las em lugares sagrados dentro de casa.

Conclusão

As guias na Umbanda são muito mais do que simples objetos; elas são manifestações físicas de crenças espirituais profundas, representando a conexão entre os seguidores da Umbanda e as entidades que os guiam e protegem. Cada cor e combinação tem um significado específico, refletindo a rica tapeçaria de divindades e espíritos venerados na religião. É essencial, no entanto, abordar o uso e a prática das guias com o devido respeito e compreensão, reconhecendo-as como parte integral da vivência espiritual na Umbanda.

Perguntas mais frequentes

O que representam as guias na Umbanda?

Na Umbanda, as guias (também conhecidas como colares) são mais do que simples adornos. Elas representam a ligação entre o mundo físico e o espiritual, servindo como um canal de proteção e conexão com as entidades espirituais. Cada cor e material usado na confecção das guias tem um significado específico, vinculado a uma determinada entidade ou orixá. Por exemplo, guias vermelhas e pretas estão associadas a Exu, simbolizando proteção e caminhos abertos, enquanto guias brancas estão ligadas a Oxalá, representando paz e pureza.

Qualquer pessoa pode usar guias de Umbanda?

Sim, qualquer pessoa pode usar guias de Umbanda, mas é importante que essas guias sejam consagradas e entregues dentro de um contexto ritualístico apropriado. Isso porque elas não são apenas decorativas; carregam uma forte carga espiritual e devem ser usadas com respeito e entendimento de seu significado. É recomendado que a pessoa passe por uma consulta espiritual com um pai ou mãe de santo na Umbanda para entender quais guias são indicadas para sua proteção e conexão espiritual.

Como se deve cuidar das guias de Umbanda?

As guias de Umbanda requerem cuidados especiais para manter sua energia e ligação espiritual intactas. Elas devem ser limpas e energizadas regularmente. A limpeza pode ser feita com água corrente, água de mar (para guias ligadas a entidades como Yemanjá), ou mesmo com ervas sagradas, conforme orientação de um pai ou mãe de santo. Para energizá-las, pode-se deixá-las ao sol ou à luz da lua, especialmente em fases como a lua cheia, ou em altares dedicados às respectivas entidades. É importante não permitir que outras pessoas toquem suas guias sem permissão, pois isso pode alterar a energia das mesmas.
5/5 | (1 votos)
João Carvalho de Luz
João Carvalho de Luz
João Carvalho de Luz é um apaixonado estudioso e praticante da Umbanda há mais de 20 anos. Nascido e criado no coração do Rio de Janeiro, João cresceu imerso na rica tapeçaria cultural brasileira, desenvolvendo desde cedo um profundo interesse pelas tradições espirituais do país. Formado em antropologia com ênfase em religiões afro-brasileiras, ele dedica sua vida ao estudo e à prática da Umbanda, buscando sempre aprofundar seu conhecimento e compreensão.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos mais lidos

Comentários

5/5 | (1 votos)